HOT HOT | 15 faixas para ouvir nesta terça-feira

Que tal começar a semana com uma selação de artistas novinhos para encher sua playlists? E o ROCKNBOLD ainda te entrega artistas para todos os gostos! Vem ouvir!

“Red Crow” de The Brokers and the Wall Street Band, para fãs de garage rock

Criado na Itália em 2021, o projeto The Brokers and the Wall Street Band traz um garage rock e punk inspirado por bandas dos anos 1960 e 70. Em “Red Crow”, o trio formado por Giuliano Taviani, Carmelo Travia e Diana Tejera traz um som divertido e animado com sobreposição de guitarras e diferentes texturas vocais, resultando em uma canção viciante. Não deixe de ouvir:

“Vai Secar” de Monólogo de Lola, para fãs de indie rock nacional

Com seu projeto Monólogo de Lola, o músico Rodrigo Bittelbrunn busca explorar possibilidades sonoras, imaginando encontros inusitados como, por exemplo, o de Chico Buarque com The Strokes. Um dos resultados dessa mistura de universos é o single “Vai Secar”, em que o artista apresenta uma narrativa intrigante e poética marcada por uma batida envolvente. Não deixe de ouvir:

“No, I Wouldn’t Call It Love” de Jenny Stevens and the Empty Mirrors, para fãs de modern rock

Os finlandeses do projeto Jenny Stevens and the Empty Mirrors já são carinhas conhecidas aqui no HOT HOT com seu som inspirado no rock dos anos 1980 com uma pegada mais dark. A estética é aprofundada em “No, I Wouldn’t Call It Love”, faixa que traz uma vibe épica e misteriosa com guitarras e sintetizadores em peso para falar sobre a memória de um momento perfeito. Ouça:

“Don’t Let Go” de Doctor Lincoln, para fãs de pop rock

Até pouco tempo, Doctor Lincoln trabalhava como cirurgião cardíaco na Índia, até que ele decidiu se demitir para se dedicar inteiramente à música. Diagnosticado com síndrome de Asperger, o artista se prepara para lançar o álbum Will See You Now, no qual ele usa cada faixa para contar um pouco de sua história com saúde mental. O single de estreia “Don’t Let Go” é uma canção sensível sobre amor, perda e pedir ajuda em meio a depressão, em contraste com a batida enérgica e voz suave de Lincoln. Ouça:

“Meet Me in the Middle” de Jake Huffman, para fãs de pop rock sonhador

O cantor e compositor americano Jake Huffman combina letras apaixonantes com uma batida viciante em “Meet Me in the Middle”, faixa sonhadora sobre criar memórias e se encantar com alguém especial. O artista colaborou com o produtor Andy Seltzer para criar uma atmosfera cinemática e nostálgica que logo faz o ouvinte querer cantar junto. Ouça:

“Bliye Sa” de Waahli, para fãs de música afro-caribenha

Com uma batida animada inspirada no som afro-caribenho, Waahli convida o ouvinte a ter um olhar mais otimista sobre a vida, começando por “Bliye Sa” – ou “esqueça sobre isso”. A canção é toda em créole, língua dominante no Haiti, país de origem da famíulia do artista, que hoje é baseado em Montreal, Canadá. Com background no hip-hop, Waahli traz na faixa uma mistura de elementos da música latina com um rap cativante. Ouça:

“Posh Boys Can’t Do Drugs” de aboynamedblu, para fãs de rock alternativo

Baseado na Cidade do Cabo, África do Sul, o cantor e compositor aboynamedblu se inspirou em elementos do grunge, punk e new wave dos anos 1980 para criar o som do de in a room with no floors, álbum lançado no fim de 2021, em que ele explora temas como ansiedade, desilusão, perda, isolamento e vício. As influências são nítidas no single “Posh Boys Can’t Do Drugs”, canção irreverente cheia de energia com uma conclusão um pouco mais introspectiva. Ouça:

“Summer Lovin” de Johnny Longlegs, para fãs de pop rock

O francês Johnny Longlegs mixa o melhor do pop rock e indie pop em seu segundo single “Summer Lovin”, a track possui uma batida dançante e sexy. O artista aposta no uso de saxofone ao lado de synths muito bem colocados. O desfecho da música é uma surpresa boa e deixa com gostinho de quero mais. Vale a pena o check!

“Prick Up Your Ears” de The Gerunds, punk rock

Para os fãs do grunge e punk rock oitentista, a banda The Gerunds é um prato cheio! Com apenas um trabalho de estúdio, os americanos trazem riffs enérgicos e batidas bem marcadas. O primeiro single, “Prick Up Your Ears” a banda aposta em uma letra divertida com um refrão chiclete, mas sem ser enjoativo, ao lado de sua melodia característica. Ouça:

“Pour Quelques Adieux” de LOMNOUVO, para fãs de música alternativa

Diretamente da França, o cantor LOMNOUVO entrega uma melodia envolvente em seu último single “Pour Qualquer Adieux”. A canção é muito bem construída e cresce no decorrer prendendo a atenção do ouvinte. O vocal é bem afinado e suave, combinando perfeitamente com a melodia. Ouça:

“Come Back to Me”, de Emilio Lanza, para fãs de folk

Unindo o som descontraído e romântico de acordes de violão, o cantor italiano Emilio Lanza se entrega ao folk pop na envolvente e carismática “Come Back to Me“. A canção é leve, carismática, dançante, e revela todo o talento do artista em meio ao instrumental tímido orgânico. O resultado é uma canção apaixonante que promete enlaçar os corações românticos. Não deixe de ouvir:

“PROUD”, de Sharon Watkins, para fãs de pop

A cantora britânica Sharon Watkins entrega um som emocionante em “PROUD“, canção que exalta a sua voz em meio ao instrumental simples e sentimental de acordes de piano que evoluem para um arranjo completo conforme a canção se torna mais intensa e cheia de energia. O resultado é um som que conquista pela honestidade explosiva e vocais poderosos. Não deixe de ouvir:

“Adrenaline Storm”, de nasmore, para fãs de pop

O canadense nasmore não para! Ele está de volta com “Adrenaline Storm“, canção que tem uma interessante construção que envolve pop, rap e rock para criar uma atmosfera das imersiva e nostálgica que remete ao som marcante dos anos 2000 e 2010. E o resultado não poderia ser outro: um som marcante que destaca o poder dos instrumental em meio a um a série de vocais diferentes de Cris Hodges e beaux. Não deixe de ouvir:

“Kolo Masiya”, de Lutina, para fãs de pop

O artista francês Lutina traz um som caloroso e dançante, que flerta com elementos do pop latino, RAP e R&B em “Kolo Masiya“. A música conquista por equilibrar muito bem batidas, samples, o talento e o carisma da voz do artista, de uma forma equilibrada e charmosa. O resultado é um som pra lá de dançante que promete agitar qualquer ocasião. Não deixe de ouvir:

“I’m Leaving”, de Cédrine Lixon, para fãs de rock

A cantora francesa Cédrine Lixon usa elementos do rock para criar um som cheio de atitude na ótima “I’m Leaving“, canção que extravasa emoção e autenticidade ao demonstrar o poder do instrumental pesado combinado com o carisma e talento da artista. Para fãs de rock em vocais femininos, a canção é um prato cheio. Não deixe de ouvir!

Gostou? Nos siga no Spotify e não perca nenhuma novidade e indicação da nossa equipe por lá!

Total
68
Shares
Related Posts