HOT HOT | 15 faixas para ouvir nesta segunda-feira

Que tal começar a semana com uma selação de artistas novinhos para encher sua playlists? E o ROCKNBOLD ainda te entrega artistas para todos os gostos! Vem ouvir!

“Speaking In Tongues”, de Deville, para fãs de metal

Para quem busca um som pesado, os suecos do Deville trazem uma fusão poderosa entre rock, metal and stoner em “Speaking In Tongues“, um som poderoso que une riffs poderosos com vocais igualmente potentes para criar uma faixa energética. O resultado é um som sujo e equilibrado, onde todos os elementos se encontram em harmonia para resultar em um som pesado e furioso. Não deixe de ouvir:

“Adélaïde”, de Le Bob, para fãs de pop

Com um instrumental leve e descontraído, o francês Le Bob une vocais carismáticos com em uma vibe descontraída em “Adélaïde”. A canção chama atenção por sua simplicidade, onde os vocais do artista brilham em meio a atmosfera praiana e viajante tomada por acordes de violão, batidas envolventes e riffs de guitarra. O resultado é uma canção leve, carismática e apaixonante. Não deixe de ouvir:

“Porn Freedom”, de Staircase Paradox, para fãs de pop rock

As francesas do Staircase Paradox trazem um som leve, resultado de uma fusão harmoniosa de pop e rock, para resultar em um som nostálgico e envolvente em “Porn Freedom“. A canção remete bastante ao som nostálgico do soft rock que se popularizou ao longo dos anos 2000 e promete agradar quem busca um pop rock um tanto quanto mais alternativo e leve. Não deixe de ouvir:

“N’aie pas peur”, de Lakunée, para fãs de alt pop

Com uma atmosfera dramática e vocais encantadores, o francês Lakunée traz um som bastante imersivo e sofisticado em “N’aie pas peur“. A magia da canção se dá pela união de um instrumental tomado por elementos leves que vão de encontro com a voz do artista de forma bem construída, resultando num som sutil, sensível, dramático e tocante. Não deixe de ouvir:

“Hold On”, de Mark Welles, para fãs de folk

A voz calorosa e poderosa do norte-americano Mark Welles se torna gigante e imersiva em meio aos calorosos acordes de violão e guitarra que tomam a canção “Hold On“, uma balada folk apaixonante que promete agradar quem busca um som simples, porém cativante. A simplicidade do instrumental traz ainda mais destaque para que os vocais do artista possam brilhar, e o resultado é apaixonante. Não deixe de ouvir:

“Just Wondering (Unplugged)”, de EMÉA, para fãs de pop

Dona de uma voz encantadora, a cantora EMÉA traz um som carismático, imersivo e acústico, onde seus vocais brilham em meio ao instrumental minimalista de acordes de piano em “Just Wondering (Unplugged)”. O resultado é uma canção que demonstra todo o talento e carisma da artista em uma canção sensível e apaixonante, que promete agradar principalmente os fãs de pop r R&B. Ouça:

“Thinking of You”, de PIB, para fãs de música eletrônica

PIB está de volta com mais um hino! O grupo francês de música eletrônica apresenta “Thinking of You“, canção que une vocais encantadores com samples, sintetizadores e elementos instrumentais energéticos, que resultam em uma música envolvente, dançante e apaixonante. Apesar do uso de muitos elementos, o resultado não é saturado, e é possível aproveitar individualmente cada detalhe da canção. Ouça:

“Richard”, de Michael Love Michael, para fãs de pop e R&B

A artista norte-americana Michael Love Michael esbanja arte, emoção e paixão na ótima faixa “Richard“, canção onde reflete e se lembra com carinho sobre uma pessoa amada perdida. A música traz elementos do pop e R&B de uma forma bastante carismática e envolvente, chamando atenção pela leveza e sensibilidade do cantar. O resultado é um som bastante imersivo e honesto que promete conquistar pela autenticidade:

“Rain Parade”, de Church Mice, para fãs de rock

Inspirado pela intensidade do rock mainstrem e grunge popularizado ao longo dos anos 90 e 2000, a banda Church Mice encanta com a carismática e honesta “Rain Parade”, canção descontraída, leve, porém energética, que conquista pela ótima soma de vocais em meio a riffs de guitarra, além de letras carismáticas e honestas. O resultado é um verdadeiro hino que saúda fãs do rock clássico e moderno. Ouça:

“the bond”, de Sweeter than Sorrow, para fãs de soft pop

Dono de melodias melancólicas, calorosas e únicas, Sweeter than Sorrow está de volta com “the bond“, mais uma balada onde o artista usa elementos leves e instrumentos delicados para criar uma canção sensível, envolvente, carismática e acolhedora. Os vocais do artista se misturam com a leveza e doçura dos elementos para criar uma canção que embala sentimentos com sensibilidade. Não deixe de ouvir:

“Indigo”, de Solest, para fãs de pop

Para quem busca uma balada pop para sua playlist de festas, a cantora francesa Solest usa sintetizadores que remetem ao som da disco music em “Indigo para criar um som moderno, dançante e sofisticado que combina muito bem com seus vocais fortes, densos e sedutores. O resultado é uma canção que brinca muito bem com elementos modernos e clássicos para criar uma aura alternativa e cativante. Não deixe de ouvir:

“Love is a game”, de Rise of Utopia, para fãs de rock

Os filandeses do Rise of Utopia estão de volta com mais um som forte e energético em “Love is a game“, canção que une riffs frenéticos e sintetizadores para criar um rock moderno, dançante, descontraído, sem deixar de ser forte. A canção ainda une elementos do hard rock e metal clássico, o que torna seu som ainda mais estridente e poderoso. Menção mais que honrosa para o ótimo solo de guitarra que toma a canção. Ouça:

“ROSSI”, de Limerence, para fãs de alt pop rock

Donos de um pop rock romântico, descontraído e moderno, os franceses do Limerence estão de volta com o som descontraído, groovado e romântico de “ROSSI“, canção que une elementos do dream pop com riffs de guitarra e sintetizadores para criar uma atmosfera jovem, carismática e cheia de emoção. O resultado não poderia ser outro: um som cativante, jovem, energético e autêntico. Não deixe de ouvir:

“Vas-y Danse”, de ETATS D’AME, para fãs de rock

Os franceses do ETATS D’AME trazem um rock energético e cheio de atitude em “Vas-y Danse“, canção que une elementos do metal para criar um som energético, poderoso e estridente, com uma belíssima combinação de vocais. O resultado é um som que constrói muito bem uma atmosfera clássica e energética através do excelente uso de riffs e instrumentais fortes, saudando o clássico e o moderno no mesmo som.

“The Force of the Feeling”, de Filligar, para fãs de indie rock

Os americanos do Filligar trazem uma balada carismática e dançante na envolvente “The Force of the Feeling“, canção que une elementos do pop alternativo em uma balada romântica, descontraída, dançante e envolvente. A canção conquista ouvinte pela boa escolha de elementos na hora de construir uma atmosfera sonhadora, alternativa e apaixonada. Se você busca um hino alt pop, esta canção é a escolha certa.

Gostou? Nos siga no Spotify e não perca nenhuma novidade e indicação da nossa equipe por lá!

Total
1
Shares
Related Posts