HOT HOT | 15 faixas para ouvir nesta segunda-feira

Que tal começar a semana com uma seleção de artistas novinhos para encher sua playlists? E o ROCKNBOLD ainda te entrega artistas para todos os gostos! Vem ouvir!

“Boston for the Weekend” de Alec Hutson, para fãs de folk pop

O cantor Alec Hutson apresenta um som carismático e descontraído, com elementos leves e minimalistas do pop e do folk, para criar o som carismático e agradável de “Boston for the Weekend”, canção que encanta por sua simplicidade e pelo som caloroso que parece abraçar o ouvinte de forma carinhosa e bastante harmônica. Não deixe de ouvir:

“Fading Out” de Ned Moss, para fãs de folk pop

O cantor britânico Ned Moss usa elementos simples e um instrumental tomado principalmente por acordes de violão para fazer seus vocais brilharem em “Fading Out“, canção que une elementos do pop e do folk para criar uma canção carismática, romântica e bastante calorosa. O resultado é um som agradável e romântico que promete conquistar! Não deixe de ouvir:

“Population Slave” de Old Foes, para fãs de rock

Os americanos do Old Foes estão de volta! E entregam tudo no som furioso e agitado de “Population Slave”, canção que flerta com elementos do metal e hardcore para entregar um som intenso onde vocais pesados encontram riffs igualmente poderosos e intensos. O resultado proteme agradar quem busca um som forte e moderno. Não deixe de ouvir:

“Forever” de Silk Skin Lovers, para fãs de pop

Os franceses do Silk Skin Lovers estão de volta! E entregam um pop carismático, romântico e bastante envolvente ao misturar elementos nostálgicos e modernas na ótima “Forever“, canção que conquista pela atmosfera simples, calorosa, intimista e apaixonada. O instrumental leve vai de encontro com vocais igualmente aveludados para criar uma atmosfera romântica. Não deixe de ouvir:

“Diafora” de Buridan’s Bridge, para fãs de rock

Os alemães do Buridan’s Bridge unem elementos do pop e do rock para criar um som calorosos e descontraído em “Diafora”, onde o instrumental lento vai de encontro com vocais agitados para criar uma canção intensa e bastante expressiva, além de moderna. O resultado é uma canção calorosoa e simples que flerta com elementos do rock moderno. Não deixe de ouvir:

“Sleepwalker Rituals” de DORMEUR, para fãs de pop

Os franceses do DORMEUR criam uma atmosfera misteriosa e levemente obscura em “Sleepwalker Rituals”, canção que usa elementos do pop sombrio para criar um som crescente, moderno e levemente instigante que brinca com os sentidos do ouvinte, os convidando para mergulhar em meio aos mistérios da canção. O resultado conquista pelo som autêntico e bem produzido. Ouça:

“So Selfish” de Nate Sperl, para fãs de pop

O cantor norte americano Nate Sperl entrega vocais calorosos na canção envolvente e calorosa “So Selfish“, que soma vocais agradáveis, descontraídos e leves ao instrumental minimalista tomado principalmente por acordes de violão. O resultado é uma canção calorosa que conquista por sua simplicidade, bem como pelo som leve e simples. Não deixe de ouvir:

“Meu mundo” de Andjoy, para fãs de samba

O cantor francês Andjoy aposta no som caloroso e apaixonado do samba brasileiro para criar a belíssima “Meu mundo”, canção que conquista pela simplicidade, harmonia e pelo som romântico que só o samba brasileiro é capaz de proporcionar. O resultado é uma track bastante criativa e bem executada com elementos simples e românticos. Não deixe de ouvir:

“No Smoke Without Fire” de Pete Smith, para fãs de folk pop

O cantor britânico Pete Smith usa elementos do pop e do folk para dar vida ao som caloroso e intenso de “No Smoke Without Fire”, tomado principalmente por acordes de violão que envolvem a sua voz de forma envolvente, carismática e descontraída. O resultado é uma canção que flerta com elementos do pop moderno e conquista pela beleza dos vocais. Não deixe de ouvir:

“Wishing Well” de The 48Ks, para fãs de rock

Os britânicos do The 48Ks entregam um som agitado, flertando com elementos do rock moderno e do punk para criar a atmosfera agitada e descontraída de “Wishing Well”, canção que conquista pelo som agitado e vocais igualmente calorosos que se somam a atmosfera intensa da canção. O resultado é a junção perfeita do som nostálgico e moderno. Não deixe de ouvir:

“MOVE 2 LA” de The Tyne, para fãs de rock

Para quem busca um som moderno e intenso, os britânicos do The Tyne estão de volta! E entregam um som caloroso e descontraído, que une elementos do pop e rock moderno, para dar vida ao som jovem e caloroso de “MOVE 2 LA”. A canção é o agradável exemplo de pop rock moderno que conquista por bons vocais, instrumentais e um som carismático. Não deixe de ouvir:

“Lets get it” de Woody Hood, para fãs de hip hop

Woody Hood manda rimas intensas em um som poderoso na ótima “Lets get it”, canção que usa beats, samples e elementos bem apurados para criar a atmosfera poderosa que os vocais do rapper precisam para entregam um som completo e bastante intenso. O resultado é uma faixa bastante profissional e bem executada. Não deixe de ouvir:

“Suffocating” de 4ever lost, para fãs de pop

Os franceses do 4ever lost estão de volta! E entregam um som dramático e agradável em meio a atmosfera misteriosa e dramática de ” Suffocating“. A canção une excelentes vocais em um instrumental descontraído, que conquista pelo som dançante e envolvente, além de bastante agradável. O resultado é uma faixa completa e bastante intensa. Não deixe de ouvir:

“Des fleurs au bout des doigts” de Saâne, para fãs de pop

A cantora francesa Saâne entrega vocais carismáticos e surpreendentes na ótima “Des fleurs au bout des doigts”, canção que conquista pela simplicidade de vocais minimalistas que vão de encontro com som agradável e poderoso da voz da artista, que não precisa fazer muito esforço para conquistar com o carisma e doçura de sua voz. O resultado é uma canção intensa e muito agradável. Ouça:

“GASOLINE” de VATTICA, para fãs de pop

O americano VATTICA cria um som poderoso, com elementos do pop moderno e música eletrônica para criar a atmosfera intensa de “GASOLINE“, canção que conquista pela intensidade dos elementos instrumentais que vão de encontro com a voz do artista para criar um som moderno e bastante carismático, além de autêntico. Não deixe de ouvir:

Gostou? Nos siga no Spotify e não perca nenhuma novidade e indicação da nossa equipe por lá!

Total
20
Shares
Related Posts