HOT HOT #18: 10 Artistas para curtir neste feriado

A terceira-feira já está na metade, e amanhã, felizmente, tem um feriadão para aliviar o estresse! Vem curtir mais uma seleção de artistas que o ROCKNBOLD separou para agradar todos os gostos musicais! Vai que seu novo artista favorito está por aqui?

“Runaway Train” de Arkets, para os fãs de rock 

Runaway Train” faz parte do novo álbum de Arkets, Dark Light. A música é perfeita para os fãs de pop rock alternativo e nessa música em específico, o piano está como instrumento principal, algo que os fãs de Radiohead podem gostar.

“Oops” de Ivy Ash, para os fãs de pop acústico 

Ivy Ash lançou “Oops“, mais voltado ao gênero pop e eletrônico, mas sentiu necessidade de trazer a versão acústica destacando sua voz porque a letra veio de um lugar mais sentimental e a versão acústica proporcionou isso para a cantora. 

“Don’t Retouch Me There” e “Breakin Up” de Friend Slash Lover, para os fãs de pop eletrônica

Friend Slash Lover explora as diversas sonoridades que a música eletrônica pode te oferecer! “Don’t Retouch Me There” é oencontro entre The Killers e Pet Shop Boys, já “Breakin Up” vem com um som mais denso, desenvolvendo o violão e incorporando ele no eletrônico. Ambas cativantes do início ao fim!

“Badlands” de Fynyx Nation, para fãs de música pop oitentista

O artista canadense Fynyx Nation cria uma atmosfera pop e sombria em “Badlands”, uma canção bastante convidativa, dançante e envolvente para aqueles que apreciam synthpop oitentista. A música traz ótimos instrumentais e elementos eletrônicos que interagem com os vocais do artista. O resultado é uma canção muito bem produzida e intensa que promete não deixar ninguém parado.

“Chills” de Zita Garnier para fãs de pop e R&B

O artista Zita Garnier viaja em um conceito que mistura pop e R&B de forma quase psicodélica para criar uma experiência musical e artística única em “Chills”. Com vocais únicos e encantadores, a música é uma balada envolvente, tranquila e romântica que explora elementos elegantes para entregar uma composição de dream-pop altamente sofisticada e bem produzida. É impossível não se apaixonar pelo resultado. 

“Le Montée des marches” de CEYLON, para fãs de prog rock 

O duo francês CEYLON embarca numa experiência musical única e envolvente que explora elementos da música nativa somada ao groove do rock progressivo em “Le Montée des marches”. O resultado é uma canção longa, de quase 10 minutos, que revela uma verdadeira jornada musical autêntica e complexa, com elementos do rock e do folk. É impossível não se deixar levar por este som tão cativante.

Red Giant Star” de KVÅRK, para fãs de metal instrumental

Muitas variações, quebras, linhas tortas e intensidade. Esse é o som que os franceses do KVÅRK entregam em seu metal instrumental. Trazendo um som fincado no metal progressivo, a track “Red Giant Star“traz muitos elementos de bandas consagradas no estilo, como Periphery, Tesseract, e mesmo sendo apenas instrumental, não deixa nada a desejar. Para fãs dessas bandas que já citei, com um plus em Mastodon e Tool.

Average Citizen” de Namjera, para fãs de sludge/alternativo

Os fraeceses do Namjera entregam um sludge daqueles que consomem a alma de quem ouve. Na track Average Citizen, é possível notar uma demora para o desenvolvimento da música, ao mesmo tempo que ela vai consumindo e te prendendo nesse andar. Adiantamos que não é um estilo de fácil consumo, então, é pra quem curte mesmo a parada! Vale o check pra entender o som dos caras!

“Free” de Finding Lost, para fãs de metal alternativo

Com uma promessa de respiro e um instrumental arrebatador, o estadunidense Finding Lost entrega um metal alternativo clássico e cheio de nuances. “Free” apresenta uma narrativa de superação e amor pela virada, ou nas palavras do artista: “Esta música tem como objetivo nos encorajar a dar esse salto de fé e lutar para ter sua vida de volta. Porque no final das contas está tudo na cabeça. Tenha medo ou seja livre e viva!”. Para fãs de Creed e Breaking Benjamin.

Overdose” de Cat Marina, para fãs de pop/eletrônico

Com um pop eletrônico enérgico e envolvente, o britânico do Cat Marina chega com seu segundo single pra botar a galera pra dançar! Overdose é cheia de linhas para cima, e mostra bem a junção dos dois gêneros, entregando batidas características, com a leveza do pop. A música ainda fala sobre como um término de relacionamento pode mudar o indivíduo. Vale a pena o check! 

Ouça essa e outras descobertas incríveis na nossa playlist “Best of Groover 2021”, no Spotify!

Total
4
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts