Não está sendo fácil, mas que tal ouvir uma musiquinha nova para ajudar? Confira 10 novos artistas incríveis que selecionamentos nesta semana!

“Os dias” de Factoide, para fãs de rock nacional

Diretamente de Cotia, em São Paulo, a banda de rock Factoide resgata um rock nacional bastante característico do que estávamos acostumados a ouvir em meados dos anos 2010, quando bandas como NX Zero e Fresno conquistavam seu lugar ao sol. “Os dias” reúne melodias suaves com vocais intensos, sem abandonar riffs e elementos energéticos do metalcore. Se você curte músicas autorais com muita qualidade e atitude, esta é a banda que faltava na sua playlist de rock nacional.

“Oceankind” de Daniel Arena, para fãs de rock alternativo

O brasileiro Daniel Arena explora ótimos elementos do rock e folk com muita autenticidade em “Oceankind“. Entre acordes de violão e elementos que ao country norte-americano, a voz suave do artista se destaca por sua intensidade e leveza em meio ao turbilhão de sentimentos e sensações criadas através do instrumental. O resultado é uma canção imersiva e bem ambientada, proporcionando ao ouvinte uma verdadeira experiência.

“Outrage” de QVANTVM, para fãs de heavy metal

Entre riffs intensos, furiosos e energéticos, a banda de metal suíça QVANTVM apresenta um som grandioso em “Outrage”. A canção mistura elementos da música eletrônica em meio ao instrumental pesado de guitarras e backing vocals fantasmagóricos que criam uma atmosfera misteriosa e sombria. Para fãs de de metal e heavy metal, a banda é inventiva e um prato cheio para headbangers e playlists.

“Solaris” de Black Iris, para fãs de grunge

A banda francesa Black Iris explora elementos do rock e grunge na ótima “Solaris”, que une vocais energéticos e instrumental intenso de riffs de guitarras e percussão pesada. O resultado é uma composição intensa que promete agradar fãs de rock, alt rock, grunge e até metalcore. Os vocais são melódicos e carregados de emoção, seguindo a energia dos instrumentais.

“Voy Por Ella” de Tipa Tipo, para fãs de indie pop

O duo peruano do Tipa Tipo exploram um delicioso indie pop na carismática e suave “Voy Por Ella”, passeando por influências do blues e dream pop. A música é uma excelente pedida para quem deseja um som para relaxar ou para dançar agarradinha com a pessoa amada. O duo admite suas influências no soft rock setentista com alguns elementos de synth e analógico moderno.

“I’m Supersonic” de Arrows To Fire, para fãs de rock

Os americanos do Arrows To Fire esbanjam atitude e riffs energéticos na ótima “I’m Supersonic”, que une instrumental intenso, vocais dançantes e elementos do rock clássico e alternativo. Entre um riff e outro, a música fala sobre velocidade e paixão por máquinas da Harley-Davidson. O resultado é uma sonoridade poderosa, carismática e agitada para aqueles que valorizam o rock energético.

” Pisces” de Amr Mohsen, para fãs de pop

O egípio Amr Mohsen explora um pop cativante e dançante na carismática e envolvente “Pisces”, uma música empoderadora que tem como objetivo espantar o estresse. O artista explora diferentes beats e elementos que têm uma ótima dinâmica com os vocais encantadores de Amr, criando uma atmosfera pop e intensa. É impossível ficar parado com esta canção.

“Perplexed” de Panaviscope, para fãs de sythpop

O multi instrumentista suíço Alex Duloz, ou Panaviscope, está de volta em “Perplexed”, uma outra ótima e psicodélica canção que explora elementos do synthpop e da música eletrônica, somada ao intenso coral de vocais característico dos trabalhos do artista. Assim como seus outros trabalhos, a canção promete agradar aqueles que curtem mexer o corpo ao som do indie pop que flerta com elementos psicodélicos do synthpop.

“Quase um ano” de Playmoboys, para fãs de rock nacional

Os brasileiros do Playmoboys exploram uma sonoridade descontraída, relaxada e bastante característica do rock nacional e MPB, flertando com o rock britânico em “Quase um ano”. A canção mostra todo o talento e qualidade do rock brasileiro, sem deixar de exaltar elementos de groove da música indie e alternativa. O resultado é um som bastante envolvente e cativante. Para fãs de novas bandas da cena nacional, a canção é um prato cheio.

“Veneno Camuflado” de Myrella Nascimento para fãs de pop nacional

Myrella Nascimento é uma paulista de 37 anos sendo 20 deles no meio musical com 3 trabalhos de estúdio. “Veneno Camuflado” é uma track forte que exibe o vocal suave e poderoso de Myrella, que canta sobre um relacionamento abusivo mixado a uma melodia envolvente, emocionante e até mesmo sensual, em alguns momentos. A cantora conseguiu transmitir uma mensagem forte de maneira delicada, sincera e certeira.

Ouça essa e outras descobertas incríveis na nossa playlist “Best of Groover 2021”, no Spotify!